Google

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

GFSA3 - Gafisa

Outro gráfico que mostra que hoje pode culminar com um ponto de entrada. O meu receio é apenas que já foram 2 altas bem consideráveis (mais de 8% em 2 dias). Mas, rodando a estratégia, esse atende:
1- A ação está em tendência de alta (apesar de uma forte correção que teve recentemente que trouxe certa dúvida da MME60) ;
2 - MACD Histogram com queda interrompida. O MACD deve ser maior do que os anteriores (na região negativa, significa que a barra tem tamanho menor);
3 - Estocástico confirmando a compra com o cruzamento de baixo para cima;
4 - Verificar se o gráfico está em regiões de resistências importantes e só entrar após o rompimento da resistência (a resistência mais próxima é em 20,67 - região em que se deve considerar como um objetivo inicial da operação).

O Stop Loss, pode ficar um pouco abaixo dos 15,69 que é um suporte testado bem recentemente.


ITSA4 - Será uma resistência? - Parte II

ITSA4 parece que vai romper a resistência. Ao final do dia de hoje podemos confirmar isso e efetuar uma compra.


Klabin - KLBN11

Klabin se aproxima de um suporte. Pode repicar e inverter a tendência no curto prazo, podendo gerar um ponto de entrada. Agora é acompanhar os indicadores e ver se haverá mesmo essa inversão de tendência. A Média Móvel de 60 dias ainda aponta queda. Com a alta de hoje (por agora) os indicadores Stocástico e IFR começam a se curvar.
Fiquemos de olho.


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

ITSA4 - Será uma resistência?

Itaú testando seu topo histórico (TH) há praticamente 6 pregões seguidos. Essa máxima foi alcançada em 05/10/2017. Agora parece precisar de um incentivo para romper e se tornar um indicativo de compra.


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

RAIL3 - Parte II

Achei que iria devolver todo o movimento de alta que tinha conseguido, mas o gráfico recuperou um pouco a perda de hoje de manhã.

Estou de olho no MACD como indicador de saída.


quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

SLC Agrícola - SLCE3 - Rompendo o Topo - Diário e Mensal

Tive que postar novamente o gráfico da SLC. Hoje definitivamente rompendo o topo, com um candle que nem encosta na resistência passada. "Comprar ou não comprar?" Eis a questão...

Abaixo os gráficos diário e mensal.




quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

SLC Agrícola - SLCE3 - Gráficos Semanal e Mensal

Pouco se fala nessa empresa, mas o desempenho dela vem sendo destacado. O gráfico semanal mostra um movimento progressivo desde o início do ano.
 


Pelo gráfico mensal, observamos que ela atinge seu topo histórico hoje.


Voltando às Postagens

Depois de alguns 9 anos sem atualizar o blog (na verdade achei até que o blog havia expirado e excluído da lista), fui provocado a voltar a postar as poucas operações que tenho feito.

 A verdade é que depois da crise de 2008 fiquei um bom tempo sem investir na bolsa. Segurei alguns lotes da Vale e Petrobrás. Tive que me desfazer da Petro com um prejuízo considerável, mas foi por uma boa causa (quitar 2  imóveis comerciais que estavam sendo entregues na época).

Nesse período ocorreu muita coisa, mas não precisamos descrever, pois o foco é outro.

Como de costume, é bom registrar que a intenção aqui é apenas inserir minhas operações e resultados a partir das estratégias simples que utilizo na compra de ações, baseadas especificamente no acompanhamento de indicadores gráficos e (1) "evitando contaminações com notícias" (salvo aquelas bombásticas que se assemelham a um "CAI FORA POR QUE FERROU DE VEZ!!!".

Minhas análises são bem simplórias e focadas em poucos papéis. Uma outra diretriz da estratégia é:
"2. Você não precisa se preocupar em operar ações sempre que identificar um ponto de entrada ou saída, mesmo que tenha disponibilidade." Afinal, praticamente todo dia tem pregão.

Enfim, o que tenho hoje em carteira: apenas VALE3 e RAIL3 (a última compra) do ano.

Os lotes da Vale são o saldo de compras e vendas acumuladas.e a RAIL3 foi uma oportunidade despertada ao identificar um período de queda forte ser interrompido em um suporte.

Segue o gráfico:


Com o gráfico, vamos rodar a estratégia de entrada:
1- A ação deve estar em tendência de alta: No caso foi identificada pela MME de 60 dias;
2 - MACD Histogram com queda interrompida. O MACD deve ser maior do que os anteriores (na região negativa, significa que a barra tem tamanho menor);
3 - Estocástico confirmando a compra com o cruzamento de baixo para cima;
4 - Verificar se o gráfico está em regiões de resistências importantes e só entrar após o rompimento da resistência.
A entrada ocorreu a 11,86 em 18/12/2017 e tivemos uma sorte de 7 pregões seguidos positivos.

Como falei, é bom não se contaminar com notícias, pois pouco têm falado sobre esse papel.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

PETR4 - Petrobrás (Parte III)

No primeiro post do ano, eu preferiria colocar um texto breve que estava criando, mas acabou que a correria de fim de ano não permitiu que eu o terminasse.

Em outro oportunidade eu publico.

Enquanto isso, continuo com o gráfico da Petrobrás que ensaia fazer um "pull-back" na antiga resistência (24,00). No dia 06/01 (anteontem) o gráfico até fez um candle totalmente acima das resistências, mas o candle chegou perto de um doji (sinal de reversão).

Pra quem ficou comprado (como eu) é bom colocar um stop em torno dos 24,00 e garantir o lucro. Continuando a subida, o papel pode atingir os 35,00. Mas cuidado com o otimismo do momento. As boas notícias às vezes nos fazem esquecer que estamos no meio de uma crise e os comparativos entre os anos só vêm mostrando que o mundo parou de crescer.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

PETR4 - Petrobrás (Parte II)

Petro vai chegando no topo do canal. Coincidindo também com a MM80 (linha vermelha), que, até agora, considero uma importante referência para a tendência de baixa.

Para quem comprou, pode estar chegando a hora de realizar seu lucro (afinal, lucro é só aquele que tá no bolso) e aguardar para ver se o gráfico rompe o canal, ou volta para a base.
Tem gente que acha estranho: "Ué Rogério, você tá me falando para vender agora e comprar no rompimento da MM80? Mas aí eu vou comprar mais caro do que vendi!"

Na verdade esse é um fundamento básico da operação por meio de gráficos. Vender no topo, comprar no rompimento de uma resistência ou no suporte.

Para alguns, o rompimento da resistência pode se confirmar com um candle totalmente acima da linha. Outros mais precavidos, esperam para ver se o gráfico irá testar a resistência como um suporte (o que chamamos de "pull-back").

Semana que vem já é natal, bem provavelmente o presente já foi comprado (talvez até já foi entregue). Então, com Ibovespa testando os 40.000 pontos, é bom ficar ligado e encurtar os stops.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PETR4 - Petrobrás

Petrobrás após se esbarrar na 1a. LTB, mostrada no post anterior, acabou fazendo um fundo mais alto e ultrapassou a linha (LTB) nesta semana. Deve buscar os 23,40, ultrapassando essa linha temos os 25,00 e 26,00 o que coinicide com a MM80 (linha vermelha) que mostra a tendência de baixa num prazo maior.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

PETR4 - Parece que não vai.

Gráfico da Petrobrás parece ter obedecido a linha de tendência de baixa, o que causa mais preocupação quanto a continuação do movimento de queda. Infelizmente não tenho, no momento, dados de cotações superiores a 2 anos, mas tudo leva a crer que a PETR4 deve buscar suportes abaixo dos 16,00.